BC.GAMEReivindique 5BTC Agora

  • Rainbet

Golpista de Criptomoedas Condenado a Pagar US$ 1,2 Milhão por Roubo de NFTs

Tomada Rápida

Condenação de Golshan por golpe com NFTs e criptomoedas.

Golpe de troca de chip: CEOs de grandes empresas cripto estão na lista
BC.GAMEBCGAME - O melhor cassino, bônus diário grátis de 5BTC!BC.GAME Bônus diário grátis de 5BTC !
Cadastre-se agora

Um fraudador de criptomoedas de Los Angeles recebeu a condenação de oito anos de prisão federal e obrigado a pagar US$ 1,2 milhão em restituição às vítimas. Amir Hossein Golshan, de 25 anos, foi penalizado por organizar uma série de fraudes em que se passava por representante de suporte da Apple para roubar tokens não fungíveis (NFTs) e criptomoedas.

O juiz distrital dos Estados Unidos, Otis D. Wright II, foi responsável pela condenação de Golshan. Durante o julgamento, se destacaram os métodos sofisticados utilizados pelo criminoso, que envolveram a troca de módulo de identidade de assinante (SIM) e tomadas de contas de mídia social. Essas ações visavam centenas de vítimas ao longo de vários anos, causando aproximadamente US$ 740.000 em perdas financeiras.

Milícias Brasileiras Adotam Criptomoedas em Operações, Mas Representam Minoria

O Departamento de Justiça dos EUA (DOJ) informou que, a princípio, Golshan induzia suas vítimas a divulgar informações pessoais, como detalhes do cartão SIM e códigos de autenticação de dois fatores. Dessa forma, essas informações permitiam que Golshan obtivesse acesso não autorizado às contas digitais das vítimas e roubasse ativos valiosos, incluindo NFTs e criptomoedas.

Além do roubo monetário, os promotores salientaram a crueldade arbitrária das ações de Golshan, que infligiram medo e preocupação constantes às vítimas. Este comportamento tem a descrição e uma demonstração de “completa falta de respeito” pela lei e pela dignidade humana.

Leia também:   Rússia Avança na Legalização de Stablecoins para Ampliar Comércio Global

Como ocorreu o golpe?

Entre os métodos empregados por Golshan, a abordagem para roubar criptos: ele se passava por pessoal de suporte da Apple. Contudo, ele utilizava esta fachada para acessar as contas do Apple iCloud das vítimas. Em um exemplo específico, Golshan ligou para uma vítima do número oficial do Suporte da Apple, convencendo-a a divulgar um código de autenticação de duas etapas. Com isso, ele conseguiu acessar a conta do iCloud da vítima, alterar o endereço de e-mail associado. Com isso, foi capaz de roubar um NFT no valor de aproximadamente US$ 319 mil, além de cerca de US$ 70 mil em criptoativos, por fim.

A situação de Golshan evidencia a necessidade de cautela e segurança no universo das criptomoedas, onde a inovação tecnológica também sofre exploração para fins ilícitos. O mercado global de criptomoedas continua a crescer, com uma capitalização de mercado de US$ 1,47 trilhão. Casos como o de Golshan lembram os investidores sobretudo da importância da vigilância contra fraudes e golpes digitais.

Isenção de responsabilidade: As visões e opiniões expressas pelo autor, ou qualquer pessoa mencionada neste artigo, são apenas para fins informativos e não constituem aconselhamento financeiro, de investimento ou outros. Investir ou negociar criptomoedas traz um risco de perda financeira.
Total
0
Shares

Artigos relacionados