BC.GAMEReivindique 5BTC Agora

ETFs Bitcoin: Grandes instituições detêm US$ 10,7 bilhões

Tomada Rápida
  • Os ETFs de Bitcoin foram responsáveis por uma grande onda de otimismo.
  • Grandes instituições aderiram aos ETFs de Bitcoin à vista no primeiro trimestre.
  • As participações chegaram a um valor de US$ 10,7 bilhões.
EarthMeta Pré-venda dos Tokens da EarthMeta AO VIVO! Próxima x100? 🚀EarthMetaPré-venda da EarthMeta AO VIVO!🔥x100?🚀
Comprar $EMT

Lançados oficialmente nos EUA, em 11 de janeiro, tão aguardados fundos negociados em bolsa (ETFs) de Bitcoin à vista foram responsáveis por uma grande onda de otimismo dos investidores no mercado, elevando a indústria de criptomoedas para novos patamares.

Em meio a este cenário, grandes instituições aderiram aos ETFs de Bitcoin à vista no primeiro trimestre de 2024, e suas participações chegaram a um valor impressionante de US$ 10,7 bilhões, de acordo com informações compartilhadas recentemente pelo do CIO da Bitwise, Matt Hougan.

Conforme o levantamento compartilhado por Hougan, 944 empresas com ativos sob gestão (AUM) acima de US$ 100 milhões destacaram seus investimentos nos ETFs BTC à vista dos EUA. Empresas de fundos de hedge, a exemplo de Point72 Asset Management de Steven Cohen, Citadel Advisors, Millennium Management e Elliot Investment Management também aderiram os ETFs de Bitcoin.

 

No entanto, ao comentar sobre o assunto, Tyler Durden, observador do mercado, destacou que a maioria destas transações foram realizadas fora da rede. “A Blackrock pode pegar quantos Bitcoins quiser da Coinbase, e a transação é registrada fora da cadeia.”

Em contrapartida, em tom de brincadeira, Dave Weisberger, da Coinroutes, afirmou que as “transações fora da cadeia” fazem parte do recurso de “resgate de dinheiro” dos ETFs de Bitcoin à vista dos EUA.

Leia também:   Mt. Gox distribuirá US$ 9 bilhões em Bitcoin; Pagamentos em BTC e BCH iniciarão em julho

Bitcoin Rompe Barreira dos US$ 67 Mil

Nas últimas 24 horas, o mercado de criptomoedas testemunhou uma notável escalada do Bitcoin, que atingiu seu valor mais alto em mais de um mês, alcançando a impressionante marca de pouco mais de US$ 67.400.

O Bitcoin, que enfrentou uma queda acentuada no início de maio, chegando a menos de US$ 57.000, começou a recuperar terreno na semana seguinte. A criptomoeda ultrapassou os US$ 65.000 em 6 de maio, mas enfrentou uma rápida reversão de curso, caindo para abaixo de US$ 61.000 em 10 de maio. No entanto, os touros tomaram controle da situação, impedindo quedas adicionais e mantendo o preço estável durante o fim de semana subsequente.

Isenção de responsabilidade: As visões e opiniões expressas pelo autor, ou qualquer pessoa mencionada neste artigo, são apenas para fins informativos e não constituem aconselhamento financeiro, de investimento ou outros. Investir ou negociar criptomoedas traz um risco de perda financeira.
Total
0
Shares

Artigos relacionados