BC.GAMEReivindique 5BTC Agora

  • Rainbet

Alerta na Rede Ethereum: Scammers Visam Blast

Tomada Rápida

Blast torna-se alvo de golpe de phishing, resultando em perda de US$ 130 mil.

BC.GAMEBCGAME - O melhor cassino, bônus diário grátis de 5BTC!BC.GAME Bônus diário grátis de 5BTC !
Cadastre-se agora

Com a crescente popularidade das redes de camada 2 do Ethereum, a Blast, uma recente adição a este ecossistema, rapidamente ganhou atenção não apenas de investidores, mas também de golpistas. O incidente mais notório envolveu uma vítima que perdeu mais de US$ 130 mil em um sofisticado golpe de phishing.

Esse golpe específico foi realizado por um fraudador que se passou por Matt Huang, parceiro da Paradigm, endossando links de phishing associados à Blast. A primeira sinalização do incidente veio da Bitrace, que destacou o prejuízo financeiro significativo. A mensagem fraudulenta, postada sob um tweet oficial da Blast, ainda não foi removida, destacando a sofisticação e o perigo desses golpes.

Como a Blast se formou?

A Blast, lançada em 20 de novembro, demonstrou um crescimento rápido, atraindo um valor total bloqueado (TVL) de mais de US$ 375 milhões em sua primeira semana, conforme dados da DefiLlama. A plataforma, criada por Tieshun Roquerre, introduziu um modelo inovador de geração de rendimento para ether e stablecoins. No entanto, o sucesso repentino também colocou a Blast no radar de golpistas, que buscam explorar investidores menos atentos para ganhos financeiros ilícitos.

Bitcoin Mira Resistência de US$ 40 Mil e mais criptomoedas em Alta

Além dos riscos de phishing, a Blast enfrenta críticas relacionadas à sua estrutura e ao modelo de negócio. As principais preocupações giram em torno da limitação atual de saques da plataforma, que se estende até 24 de fevereiro do próximo ano, levantando questões sobre liquidez e controle dos ativos. Essa restrição tem gerado desconfiança quanto à acessibilidade dos fundos dos usuários.

Leia também:   Preço do Cardano (ADA) dispara 18% em semana com vários avanços tecnológicos

Preocupações sobre a estrutura da Blast e possíveis vulnerabilidades de segurança

A estrutura de recompensa da Blast também foi alvo de críticas. Assim, os membros com acesso antecipado podem ganhar pontos adicionais com base em suas atividades e nos indivíduos que convidam, criando um sistema hierárquico de recompensas. Esta estrutura levou alguns críticos a traçar paralelos com esquemas de pirâmide.

Jarrod Watts, engenheiro da Polygon, levantou outro tipo de preocupação sobre potenciais vulnerabilidades na plataforma Blast. Ele destacou riscos associados à função “enable transition” e ao contrato “mainnetBridge”, que poderiam permitir o acesso irrestrito a todos os ETH e DAI apostados, representando uma ameaça significativa aos ativos dos investidores.

Watts destacou que, atualmente, a Blast não possui uma rede operacional para transações ou pontes de volta para o Ethereum. Em vez disso, os depósitos dos usuários se alocam no Lido ETH staking e no protocolo T-Bill on-chain da MakerDAO para gerar rendimento.

Isenção de responsabilidade: As visões e opiniões expressas pelo autor, ou qualquer pessoa mencionada neste artigo, são apenas para fins informativos e não constituem aconselhamento financeiro, de investimento ou outros. Investir ou negociar criptomoedas traz um risco de perda financeira.
Total
0
Shares

Artigos relacionados